Entrevista e photoshoot de Bebe Rexha para Schön! Magazine

Ferozmente fabulosa e destemidamente livre, Bebe Rexha incorpora o futuro da música pop. No passado, ela nos cativou com letras sinceras, nos forneceu hinos pop, nos impressionou com sua música ao vivo e nos entreteve com sua atitude sem remorso. Ela já é conhecida pelas paradas: Rexha chegou à fama com seus aclamados EPs All Your Fault: Pt. 1 e pt. 2 e como a mente por trás de faixas como Monster de Eminem e Me, Myself & I de G-Eazy. A maioria das pessoas estava esperando uma terceira parte para a antologia musical de All Your Fault, mas a desordeira do pop de 28 anos sente que finalmente chegou a hora lançar seu álbum de estreia: Expectations, que chegará às lojas (e aparelhos digitais) no dia 22 de junho.

“O cenário da música mudou”, explica Rexha. “Ao lançar All Your Fault, era sobre singles, e lançar um álbum completo não parecia ser a coisa certa para mim na época. Eu sinto que agora é o momento perfeito para lançar um álbum completo; faz sentido para quem eu sou como artista e onde estou na minha carreira. ”
E isso certamente é verdade. Este ano, a carreira solo dela decolou surpreendentemente com o sucesso Meant To Be, que mistura gêneros em parceria com a dupla country americana Florida Georgia Line, que alcançou o cobiçado número dois na Billboard Hot 100 e acumulou mais de 439 milhões de visualizações no YouTube.

O lançamento de Expectations certamente traz um novo momento para Rexha. 
"Este álbum realmente mostra o artista que eu realmente sou", confessa Rexha. “Eu peguei todas as coisas que influenciaram a minha vida, os artistas que me inspiraram musicalmente e criaram um álbum que é honesto e real.”
Para aqueles que já compram na pré-venda, Bebe ofereceu um gostinho do que está por vir com a faixa hinária Ferrari, que aborda a natureza acelerada da sociedade de hoje, bem como 2 Souls On Fire, com o próprio frontman de Migos, Quavo.
Mas Rexha promete que esta não é a única colaboração que teremos. “Há algumas [colaborações, mas] eu queria realmente manter isso mais sobre mim”, diz ela. “Eu realmente amo minha colaboração com Tory Lanez na música Steady.”

A cantora e compositora mostrou um pouco do o envolvimento de Lanez em Expectations via Instagram há um mês, o que levou a empolgação dos fãs a níveis indescritíveis. 
No que diz respeito a colaborações futuras, Rexha admite que "adoraria colaborar com o Destiny's Child se eles lançassem outro álbum", o que não parece muito improvável depois do Coachella deste ano. 
Por acaso, o festival Coachella passou a ter um significado especial para a carreira dela depois de se apresentar como convidado surpresa de Eminem horas depois de aparecer no ACM Awards, cantando a música que ela escreveu cinco anos antes, Monster. 
“Foi incrível, nunca tive a chance de conhecer o Eminem até aquele momento e então quando eu fiz o show para todas aquelas pessoas no Coachella para o seu set headliner… e eu ouvi que a Rihanna estava no meio da multidão, espero que ela tenha gostado do que eu fiz ”, diz.
Monster, ocupa um lugar muito especial no coração da cantora:
“Na época, foi muito difícil desistir do Monster”, confessa. “Eu sabia que, ao escrever isso, era uma música grande, mas era necessário para que as pessoas realmente me levassem a sério como compositora e, como eu disse para fazer um ciclo completo comigo, tocar a música com Eminem no Coachella foi incrível. A composição é absolutamente essencial para mim, tanto como artista quanto como pessoa; é uma terapia para mim ”
E certamente podemos esperar muito disso em Expectations - sem trocadilhos. "As pessoas podem esperar muito sons de guitarra com bateria, misturando muito do que eu fiz antes com minhas influências também incluídas - para mim, é um som novo". 

Ela brinca com o próximo álbum. “Eu nomeei o álbum Expectations porque sinto que todos nós temos certas expectativas de como sentimos que nossas vidas vão acabar, onde estaremos em certos pontos e o que queremos na vida. Eu achava que sendo uma garota de Nova York eu teria um hit pop country? Não, nunca, mas esse é o ponto."
Muitas pessoas se perguntaram como uma nova-iorquina nascida e criada lá acaba reinando nas paradas do país, mas a própria Rexha não. "Eu não sei, eu simplesmente entrei e fiz o que fiz de melhor e a FGL fez o que eles fazem de melhor, e tivemos a sorte de criar essa música incrível", diz ela. “É raro que uma música funcione nos charts country e pop simultaneamente. Eu nunca pensei que, sendo uma garota de NY, eu teria um sucesso no country, mas eu sinto que a comunidade country tem sido tão acolhedora.”

“Ser de NY me influenciou musicalmente e como pessoa”, continua ela. “Eu acho que as pessoas de NY sabem o que querem e não têm medo de conseguir. É como um caldeirão de culturas e isso definitivamente me inspirou também ". 
Poderíamos dizer que a música de Rexha, como ela se descreve de "desordeira do pop", também é seu próprio caldeirão. "Eu nunca quero estar em uma caixa", diz ela. “Eu quero ser capaz de fazer o que é certo e verdadeiro para mim, então onde quer que isso me leve eu irei. Eu acho que só volta para mim fazendo o que é honesto e real. Eu sempre exploraria o que parece certo ”.

Sua atitude está quebrando limites com a mistura de gêneros. Mas além disso, Rexha afirmou no passado que a música é sobre fazer as pessoas saberem que não estão sozinhas.
"Com minha música, sempre sinto que é importante fazer com que meus fãs sintam que não estão sozinhos", ela reinstaura. "Eu acho que a vida, em geral, é linda, mas também difícil, às vezes, eu sinto que se eu posso fazer alguém se sentir melhor por 3 minutos e 30 segundos, então eu fiz o meu trabalho."

Recentemente, ela disse em seu Twitter que está cansada de ser definida por números. "Os números realmente não nos definem", diz ela. “O amor nos define. Amar a si mesmo, estar em paz conosco e encontrar o que nos faz felizes é tudo o que importa. ” A partir de agora, a própria felicidade de Rexha reside em sua música, composições e, finalmente, fãs, que aguardam ansiosamente o lançamento de Expectations no final deste mês. Marque 22 de junho em seus calendários, mas mantenha Rexha em seus radares, enquanto ela brinca: "Eu adoraria fazer turnê pelo mundo em 2019".

Tradução de Larissa Katharine, créditos da entrevista e ensaios à Schön Magazine, leia original aqui.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.