Entrevista | Bebe Rexha fala sobre All Your Fault, Harry Potter e Cardi B


Bebe Rexha concedeu uma entrevista ao site do Grammy que foi publicada no último dia 12. Leia a tradução:
Como compositora, ela já co-escreveu hits como The Monster de Eminem e Rihanna, que ganhou um Grammy, Hey Mama de David Guetta com participação de Nicki Minaj e Afrojack e Champion para Selena Gomez. 

Você também pode ouvir sua voz no hit Top 10 de G-Eazy, Me, Myself and I. Mas isso não é tudo, Rexha lançou seu último EP, All Your Fault: Part 1 em fevereiro, com o sucesso "I Got You." Ela também lançou a sequência, All Your Fault: Part 2, em 11 de agosto, com participáções de artistas como 2 Chainz, Gucci Mane, Lil Wayne e a dupla country Florida Georgia Line.

Tem alguma música em particular da parte 2 do All Your Fault que você seja realmente conectada emocionalmente agora?

B: Estou muito conectada com Meant To Be, que tem participação com Florida Georgia Line. Acho muito engraçado porque eu acordo todos os dias pensando "Por quê não está funcionando? Por quê esse cara não está me mandando mensagem?" ou "Por quê essa situação não está funcionando da forma que quero?". 

E minha mãe sempre me manda mensagens dizendo pra eu ouvir minhas próprias letras "Bom, se for pra ser....". Então acho que é a música que estou mais conectada emocionalmente no momento, minha música favorita.

The Way I Are (Dance With Somebody) parece um vídeo muito legal para gravar com toda a dança. Qual foi o processo de gravar algo assim?

B: Eu acho que dançar é uma outra forma de expressar e é por isso que amo escrever músicas e fazer performances. E eu amo dançar - posso não ser a melhor dançarina... E gravar o clipe de "The Way I Are" foi um memorável porque foi minha primeira vez trabalhando com o Director X, e ele fez muitos clipes incríveis e com vários artistas maravilhosos. 

E estar no estúdio com Lil Wayne foi um momento que, com certeza, posso riscar da minha lista de objetivos. Ele é uma grande influência para mim e minha carreira, ele está na área por muito tempo e criou gravadoras que assinaram Nicki [Minaj] e Drake. Ele fez muitas coisas incríveis, então trabalhar com ele foi muito legal. 

Qual foi a inspiração por trás de I Got You?

B: Foi saber que, quando você teve seu coração partido, você constrói essa barreira. E depois disso, ao conhecer uma pessoa nova, você está tentando dançar com a pessoa mas não consegue entrar no ritmo. Você conhece a pessoa, a acha maravilhosa mas o outro também está com uma barreira e ninguém vai a lugar algum. 

Eu acho que é onde eu estava, e eu estava no estúdio e me senti estagnada nessa relação e nessa situação, eu estava literalmente apenas dizendo "Eu vejo que você está sofrendo, passei pela mesma coisa, me machuquei também. Não quero te machucar. Entendo você." E foi simples assim, eu não acho que o cara vai saber que a música foi pra ele porque nunca falamos disso. Mas eu tentei e escrevi essa música, é uma boa música. 



Você trabalhou ou escreveu com muitos artistas diferentes, de vários gêneros. Tem alguma memória em particular sobre esses artistas que realmente se destaca?
B: Eu direi que amei trabalhar com tantos artistas diferentes. Acho que Florida Georgia Line foi incrível. Martin Garrix, David Guetta... Quero dizer que todos tem uma memória especial e um lugar em meu coração. 

Mas recentemente fui ao estúdio com Wiz Khalifa. E a coisa que mais amei sobre a sessão foi que foi divertida como uma festa. Haviam umas dez pessoas no estúdio e estávamos dançando. E me lembro de ir embora pensando "Cara, ele tinha uma sessão de doces no estúdio". E tinha Roscoe's Chicken & Waffles suficientes para 50 pessoas - e éramos apenas dez ou quinze no total. Eu pensava "Quero que minhas sessões no estúdio sejam assim". Foi realmente incrível trabalhar com ele, ele é muito talentoso. Estávamos escrevendo a música e Wiz literalmente entra na cabine de gravação e faz um verso inteiro em 5 minutos. Eu estava tipo: Isso não é humano. Simplesmente incrível.
Você trabalhou ou escreveu com muitos artistas diferentes, de vários gêneros. Tem alguma memória em particular sobre esses artistas que realmente se destaca?

B: Eu digo que eu amei trabalhar com tantos artistas diferentes. Acho que trabalhar com Florida George Line foi incrível. Martin Garrix, David Guetta.... Quero dizer, acho que todos tem sua própria memória especial e um lugar em meu coração.

Mas recentemente fui ao estúdio com Wiz Khalifa. E a coisa que mais amei sobre essa sessão foi que foi muito divertida e parecia uma festa. Haviam umas dez pessoas no estúdio e estávamos dançando. E lembro de ir embora pensando "Cara, ele tem uma parte de doces no estúdio". E tinha Roscoe's Chicken & Waffles suficiente para umas 50 pessoas mas éramos apenas dez, quinze no máximo. E eu pensava "Quero minhas sessões de estúdio assim." 

Foi muito incrível trabalhar com ele, ele tem muito talento. Estávamos escrevendo essa música e Wiz simplesmente foi até a cabine de gravação e fez um verso inteiro em 5 minutos. Fiquei pensando: Isso não é humano. Ele é muito maravilhoso.

Você tem uma relação com a Recording Academy em seu passado. Pode falar sobre isso?

B: Sim. A primeira vez que ouvi sobre a The Recording Academy foi quando eu tinha 16 anos e foi para o Grammy Career Day. Lembro que meu professor entrou na aula de canto e disse "Bom, pessoal, tem algum tipo de competição chamada Grammy Career Day e vocês precisam inscrever uma música que tenham escrito e gravado". Eu estava em um pequeno grupo de meninas na época e escrevemos uma música chamada Let Me Know. E foi a primeira música que eu gravei. 

Nós inscrevemos a canção e ganhamos. E foi muito legal porque conheci Chris Brown antes de ele ser tão grande e também vários produtores e um pessoal de gravadoras, parecia que eu tinha ganhado um prêmio, como se eu tivesse ganhado um GRAMMY. Foi divertido, foi a coisa sobre a qual eu contava para todo mundo. Mas foi bem legal. 

Realmente me ajudou a me dar confiança para ir de fato para a indústria musical e é por isso que sinto que fundações e muitas coisas que a The Recording Academy faz são muito importantes também. Minha mãe estava dizendo "Bom, talvez minha filha possa fazer isso agora", sabe? "The Recording Academy a notou". 
Todo mundo tem um "prazer culpado" musical. Qual o seu atualmente?

B: Atualmente é a música "Bodak Yellow" da Cardi B. Estou ouvindo sem parar. E lembro que ela tem uma música chamada "Lick", soa tão obscena mas eu lembro quando ela lançou - eu fiquei tipo "Estou obcecada por essa garota, eu a amo muito. Ela é muito insana." E fiquei falando para todo mundo que ela iria explodir! e agora "Bodak Yellow" é tão famosa e... Eu amo a música. Sim. Esse é meu prazer culpado. Escuto o dia todo.
Em uma entrevista com o Music Freaks, você disse que assiste Orgulho e Preconceito sem parar. Você tem um filme favorito atualmente que tem assistido muitas vezes?

B: Eu tenho assistido Harry Potter toda noite pelos últimos seis meses, todos os oito filmes do começo ao fim e é o meu jeito para dormir. Eu amo Harry Potter, sou tão obcecada que nem é saudável. Obcecada com Harry Potter. Vejo toda noite.
Entrevista | Bebe Rexha fala sobre All Your Fault, Harry Potter e Cardi B Entrevista | Bebe Rexha fala sobre All Your Fault, Harry Potter e Cardi B Reviewed by Dude Verdude on 16:59 Rating: 5

Veja também

Tecnologia do Blogger.